Quinta-Feira, 05 de Julho de 2018 - 21:42 (Geral)

L
LIVRE

SAÚDE E PERIGO: BURACO EM FRENTE A USB SOCIALISTA AMEAÇA A VIDA DOS MORADORES

Pode fazer com que ao invés de um consultório o paciente seja encaminhado para uma UTI de um hospital. Precaução ou pessimismo? É a pura realidade de quem tem pela frente uma fenda para ultrapassar.


Imprimir página

Moradores dos bairros da Zona Leste que buscam a Unidade Básica de Saúde Socialista (USB) são bem atendidos. Muitos saem da unidade super satisfeitos. Porém ao deixar o local e percorrer alguns metros, um passo em falso na calçada do posto poderá levar esse paciente a um quadro clinico horrível. Pode fazer com que ao invés de um consultório o paciente seja encaminhado para uma UTI de um hospital. Precaução ou pessimismo? É a pura realidade de quem tem pela frente uma fenda para ultrapassar.

“Dia desses durante a noite uma senhora perdeu o controle da moto e foi parar dentro do buraco”.

Imaginar a cena soa como algo cômico no primeiro instante, mas não se engane. O relato é do morador, Sérgio Miranda que tem sido uma das principais testemunhas de um crime público anunciado.

“Esse buraco virou um caso de emergência, de vida. Eu mesmo já cheguei a pegar  escada em casa para retirar pessoas de dentro dali”, recorda o morador, Sérgio Miranda que tem um comércio em frente ao local.

A fissura mede aproximadamente quatro metros de profundidade. O pior é que não existe nada que sinalize o perigo. Durante as chuvas o risco de alguém se afogar vindo a cair dentro da fenda é eminente. Centenas de criança passam por aqui todos os dias, indo e vindo da Escola. “Uma criança já caiu ai dentro”, lembra ele.

Tudo começou há seis meses com a ida de homens da Secretária Municipal de Obras ao local.

“Há seis meses os homens da Prefeitura (Secretaria Municipal de Obras) estiveram no trecho e abriram o buraco para realizar o que disseram ser apenas uma manutenção. Não fizeram nada, ainda foram embora deixando para trás essa fenda aberta”, fala o morador.

Após esse tempo o morador e outros colegas da Rua Mané Garrincha estiveram na Secretaria Municipal de Obras. Lá eles exigiram do gestor da pasta a solução para o problema. Dos seis meses para cá, os moradores colecionam idas e vindas.

“Cansamos. O problema é a gravidade da coisa Estou mostrando, denunciando uma realidade que pode terminar com a morte de uma pessoa. Quanto a isso pode ter certeza a responsabilidade será toda do município”, denuncia o morador.

O secretário de Obras e Pavimentação (Suop) informou que já estava ciente da situação.  Segundo ele o problema deu-se por conta da manutenção para á troca de um tubo PVC rompido. Para tentar retirá-lo uma retro-escavadeira precisou ser usada.

O trabalho teria sido abortado pela falta de manilhas, elas irão substituir o tubo PVC. Quanto à solução do problema o secretário não soube informar uma data, restando às pessoas que passam pela calçada do da Unidade Básica de Saúde Socialista redobrar a atenção.

Fonte: NewsRondônia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias