Terça-Feira, 19 de Junho de 2018 - 16:51 (Esportes)

L
LIVRE

RÚSSIA BATE EGITO POR 3 X 1 E ENCAMINHA CLASSIFICAÇÃO INÉDITA EM COPAS

Anfitriões chegam ao oitavo gol em duas partidas. Apenas sequência de combinações de resultados pode salvar egípcios de eliminação


Imprimir página

Anfitriã da Copa do Mundo, a Rússia pode fazer história nesta terça-feira (19/6), diante do Egito, pela segunda rodada do Grupo A. Uma vitória no palco do jogo, a Arena Zenit, em São Petersburgo, colocará a seleção europeia pela primeira vez no grupo do classificados às oitavas de final do Mundial.

Para isso, basta segurar os 3 x 1 obtidos no segundo tempo, graças ao gol contra de Fathi, que abriu o placar, e a Cheryshev e Dzyuba, responsáveis por ampliarem a vantagem. Principal nome da seleção egípcia, Salah diminuiu, de pênalti.

Antes do jogo

A União Soviética havia alcançado o feito, mas, desde 1990, a Rússia jamais avançou de fase no torneio. “Não pensamos no futuro e não queremos fazê-lo”, disse o técnico russo, Stanislav Cherchesov, tirando mais uma vez a pressão pelo melhor desempenho do país em Copas. No fundo, ele e os 147 milhões de russos sabem que, com Salah do outro lado, a história pode ser diferente. Hector Cúper e os 98 milhões de egípcios também sabem disso.

Uma derrota do Egito praticamente encerra o sonho de alcançar a segunda fase do torneio também pela primeira vez em sua história.

Salah

As atenções de Rússia e Egito estão voltadas para um único cidadão: Mohamed Salah. O atacante do Liverpool — atual vice do principal torneio interclubes do mundo, a Liga dos Campeões da Europa — é considerado um dos melhores jogadores do planeta. Ele não disputou a estreia egípcia, a derrota por 1 x 0 contra o Uruguai, porque ainda não estava totalmente recuperado de lesão em um dos ombros.

Salah não joga desde 26 de maio, quando machucou o ombro na final da Liga dos Campeões. Desde então, tem feito fisioterapia intensiva e treinamento específico para entrar em campo por seu país no Mundial. Na estreia diante do Uruguai não deu.

Ele treinou normalmente na segunda-feira (18), mas o técnico argentino Hector Cúper mantém mistério sobre a participação ou não do jogador. “Tomara que ele possa atuar, estou otimista”, afirmou o treinador, sem dar pistas. A definição ocorrerá uma hora antes da partida.

O atacante é a esperança do Egito para realizar uma campanha histórica na Copa do Mundo. O país dos faraós e das famosas pirâmides esteve em apenas duas edições anteriores, em 1934 e 1990. Nunca passou da primeira fase.

O atleta de 26 anos, nascido em Basyoun, quer levar os egípcios para a segunda fase do Mundial da Rússia e dar alegria a seu povo por meio do esporte. Por enquanto, tem ajudado fora das quatro linhas ao comprar um terreno para construção de uma estação de tratamento de água em sua cidade-natal, construir um hospital e uma escola e comprar ambulâncias, incubadoras para bebês e alimentos para famílias necessitadas.

Mas a seleção da Rússia não está interessada na idolatria de Salah junto à população de seu país ou suas benfeitorias a seus conterrâneos. A equipe do técnico Stanislav Cherchesov está preocupada se o atacante estará ou não dentro de campo. (Com informações da Agência Estado)

Ficha técnica:

Rússia x Egito

Copa do Mundo da Rússia 2018

Grupo A – 2ª rodada

15h

Arena Zenit

São Petersburgo, Rússia

Rússia

Igor Akinfeev; Mario Fernandes, Ilya Kutepov, Sergei Ignashevich e Yuri Zhirkov; Roman Zobnin, Yury Gazinsky, Daler Kuziaev, Aleksandr Golovin e Denis Cheryshev; Fedor Smolov

Técnico: Stanislav Cherchesov

Egito

Mohammed El Shenawy; Ali Gabr, Ahmed Hegazy, Ahmed Fathi e Mohammed Abdelshafy; Tarek Hamed, Mohammed El Neny, Mahmoud Trezeguet e Abdullah Al Said; Mohammed Salah e Marwan Mohsen

Técnico: Hector Cúper

Árbitro: Enrique Cáceres (PAR)

Fonte: 015 - Metrópoles

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias