Quinta-Feira, 21 de Junho de 2018 - 17:47 (Cidades)

L
LIVRE

PROGRAMA DE CRÉDITO FUNDIÁRIO É DEBATIDO EM JARU

O evento foi organizado pela Secretaria Regional de Governo, em parceria com o departamento de agricultura da prefeitura de Jaru


Imprimir página

Foi realizada na manhã desta quarta-feira (20), no plenário da Câmara Municipal, uma capacitação referente ao novo Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF). O evento foi organizado pela Secretaria Regional de Governo, em parceria com o departamento de agricultura da prefeitura de Jaru, e contou com a participação de centenas de agricultores.

O programa oferece condições para que os trabalhadores rurais sem terra ou com pouca terra possam comprar um imóvel rural por meio de um financiamento.

Os recursos ainda são usados na estruturação da propriedade e do projeto produtivo, e na contratação de assistência técnica.  Além da terra, o agricultor pode construir sua casa, preparar o solo, comprar implementos, ter acompanhamento técnico e o que mais for necessário para se desenvolver de forma independente e autônoma.

A capacitação foi liderada pelo diretor da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Rondônia (Fetagro), Márcio Viana. Na oportunidade, o técnico tirou todas as dúvidas dos agricultores sobre o programa, principalmente, para saberem quem poderá requerer o benefício.

“Esse é um programa que começou lá em 1998. É uma excelente oportunidade. Espero que todos saiam daqui com as informações necessárias”, disse Márcio.

A secretária regional, Nádia Eulália, ressaltou que o programa veio para atender a todos que querem trabalhar na terra, que tem afinidade com o campo.

De acordo com o diretor do departamento de agricultura, Roberto Carlos Marques Pereira, o programa de crédito fundiário é uma realidade e tem proporcionado uma transformação na vida de milhares de agricultores e suas famílias. “Por isso, a prefeitura é parceira e sempre dará todo apoio necessário”, disse.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias