Sexta-Feira, 11 de Maio de 2018 - 09:16 (Internacional)

14
Não recomendado para menores de 14 anos

PROFESSORA GATA É PRESA POR SEDUZIR E TIRAR VIRGINDADE DE ALUNO EM MOTEL

De acordo com a vítima, a professora comprou preservativos e o ensinou a usar.


Imprimir página

San Lorenzo (Paraguai) - Uma professora foi presa e considerada culpada de abusar sexualmente um aluno. A mulher foi identificada como Yaira Cotto Flores, de 26 anos. Para as autoridades locais, ela é a principal suspeita de ter levado um adolescente de apenas 14 anos para um motel. De acordo com a vítima, a professora comprou preservativos e o ensinou a usar. Segundo informações repassadas pela imprensa local, a professora dava aula de inglês para a vítima em uma escola na cidade de San Lorenzo.

As investigações da Polícia apontaram que a professora deu vários presentes para o aluno, incluindo um kit de tratamento de acne Uma professora foi presa e considerada culpada de abusar sexualmente um aluno. A mulher foi identificada como Yaira Cotto Flores, de 26 anos. Para as autoridades locais, ela é a principal suspeita de ter levada um adolescente de apenas 14 anos para um motel. De acordo com a vítima, a professora comprou preservativos e o ensinou a usar. Segundo informações repassadas pela imprensa local, a professora dava aula de inglês para a vítima em uma escola na cidade de San Lorenzo.

As investigações da Polícia apontaram que a professora deu vários presentes para o aluno, incluindo um kit de tratamento de acne e um relógio caro antes de levá-lo a um motel.

Yaira foi presa pela primeira vez em março 2016 por agentes do Escritório de Imigração de Segurança Interna e Alfândega, após ter levado um estudante para um motel em San Lorenzo onde teve relações sexuais com a vítima.

Conforme relatos da polícia, a professora pagou US$ 30 (cerca R$ 102) pelo quarto. Um júri considerou a professora culpada de todas as acusações, de seduzir um aluno e levá-lo a um motel para sustentar relacionamentos íntimos. A professora enfrenta uma pena mínima de 10 anos de prisão até prisão perpétua, e pode passar o resto de sua vida sob liberdade vigiada, uma vez extinta a pena de prisão e uma multa de $ 250 mil (R$ 86 mil).

Após o veredicto, o advogado da professora pediu ao tribunal para ser autorizado ela permanecer em liberdade sob fiança até a sentença definitiva.

O advogado argumentou que ela é uma mãe de duas crianças pequenas e que eles dependem dela e que seus recursos são limitados. A audiência de condenação foi agendada para 27 de agosto. De acordo com os dados fornecidos durante o processo, a mulher de 28 anos era a professora de inglês do menor, a quem ela fez vários presentes com a intenção de seduzi-lo.

Outro caso semelhante

Allyson Brittany Moran, de 26 anos, uma ex-professora e treinadora de futebol da StockbridgeHigh School, foi presa acusada de ter agredido sexualmente um adolescente em abril do ano passado. Segundo a polícia de Michigan, na época Moran foi presa na cidade de Illinois.

A mulher trabalhou como professora substituta e treinadora de futebol feminino na Stockbridge HighSchool em Mason, Illinois, enfrenta três acusações criminais de conduta sexual criminosa envolvendo um estudante. O caso veio à tona após a vítima relatar o caso para a namorada e um membro da família que acionou a polícia relatando caso.

Fonte: 010 - catoleemfoco

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias