Quinta-Feira, 17 de Maio de 2018 - 21:04 (Colaboradores)

L
LIVRE

MAIS TRÊS SUSPEITOS DA MORTE DO EX-PREFEITO “CHICO PERNAMBUCO VÃO A JÚRI, EM PORTO VELHO

Em março deste ano, o julgamento dos réus chegou a ser marcado, mas por falta de jurados para compor o conselho de sentença foi adiado.


Imprimir página

O segundo júri está marcado para os dias 19 e 20 de junho, em Porto Velho. Serão julgados os suspeitos, Henrique Ribeiro de Oliveira, Diego Nagata Conceição e Marcos Ventura Brito. Os dois últimos segundo o Tribunal de Justiça (TJ/RO) recai a autoria do crime. O agendamento do Júri foi divulgado na última quinta-feira (17) pela 1ª Vara do Tribunal do Júri.

Em março deste ano, o julgamento dos réus chegou a ser marcado, mas por falta de jurados para compor o conselho de sentença foi adiado.

Na primeira fase do tribunal, ocorrida nos dias 5 e 6 de março (2018), a corte ouviu 9 testemunhas. Na ocasião, o júri condenou os três réus.

ex-prefeito de Candeia do Jamari, Francisco Vicente de Souza foi morto a tiros durante uma emboscada na noite do dia 18 de março do ano passado. Bruna Blackman Mota, que estava dentro veículo com o ex-prefeito e teve a perna atingida por um dos tiros. Consta que no veículo também havia uma criança. Os acusados alegam inocência, mas no inquérito, a justiça afirma que existem indícios suficientes da participação de todos eles no crime.

A vítima ainda estava dentro do veículo quando Talisso Souza de Oliveira (autor dos disparos) e Wellyson da Silva Vieira se aproximaram em uma moto. Talisso desceu da motocicleta e com uma arma em punho foi em direção do carro onde o ex-prefeito estava, efetuando os tiros a queima roupa.

Consta no inquérito que o ex-prefeito, Chico Pernambuco teria sido morto a mando de [Katsumi Yuji Ikenohuchi Lema]. O homem é primo do atual prefeito de Candeias, Luiz Ikenohuchi.

Na época, a delegada do caso, Keity Mota, afirmou que os motivos que levaram Katsumi a mandar executar o ex-prefeito estariam na quebra de um acordo feito entre ele à vítima, na campanha eleitoral de 2016. Katsumi Lema até o fechamento desta edição continuava foragido da justiça.

Talisso souza de oliveira, Wellyson da Silva Vieira, além de Willian Costa Ferreira já foram condenados. Na sentença cada um deles pegou mais de 14 anos de prisão, a princípio em regime fechado.

Fonte: NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias