Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017 - 12:09 (Saude)

L
LIVRE

MAIS DE 15 MIL FAMÍLIAS PODEM TER O BOLSA FAMÍLIA SUSPENSO

Crianças menores de sete anos e gestantes precisam ter os dados atualizados em qualquer unidade de saúde.


Imprimir página

A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Velho está convocando os beneficiários do Programa Bolsa Família a fazerem a avaliação médica obrigatória para manutenção do cadastro. O benefício pode ser suspenso caso a família não cumpra as condicionalidades exigidas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e de Combate à Fome.

Em Porto Velho um total de 18.753 famílias recebem o benefício. Até o momento pouco mais de três mil atualizaram os dados através da secretaria de saúde. O que equivale a um percentual de apenas 16%, muito abaixo da meta esperada de 40%. Quase 16 mil famílias podem ficar sem receber o bolsa família a partir do dia 31 de dezembro, data final do prazo.

Ao se cadastrarem no programa essas famílias assumem o compromisso de fazer duas vezes ao ano, de janeiro a junho e de agosto a dezembro o acompanhamento na área de saúde e educação sob a condição de ter o benefício bloqueado se faltar com alguma das exigências.

O controle é feito nos municípios pelas secretarias de assistência social, saúde e educação, de forma articulada.

“Para regularizar a situação, o responsável deve levar a criança menor de sete anos à unidade de saúde mais próxima de sua residência com o cartão de vacina para ser atualizado e realizar a pesagem, que faz parte do acompanhamento nutricional e de desenvolvimento, conforme recomenda o Ministério da Saúde”, alerta a coordenadora do programa bolsa família da Semusa, Noeli Nunes de Lima.

As gestantes também devem ser inscritas no pré-natal e comparecer com o cartão de gestante as consultas na unidade de saúde mais próxima. Todas as unidades de atenção básica fazem o procedimento. O acompanhamento é importante para que a pessoa continue no programa.

Fonte: 012 - SEMUSA

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias