Terça-Feira, 10 de Abril de 2018 - 07:53 (Colaboradores)

L
LIVRE

LENHA NA FOGUEIRA: OS FOLCLORISTAS DE RONDÔNIA ESTÃO DE LUTO

Na manhã de ontem 09, perdemos um dos baluartes da cultura popular em Porto Velho, o folclorista João Batista Gomes da Silva.


Imprimir página

Na manhã de ontem 09, perdemos um dos baluartes da cultura popular em Porto Velho, o folclorista João Batista Gomes da Silva mais conhecido como BATISTA.

Batista nasceu em Porto Velho no ano de 1953 e já aos 12 anos, começou a brincar Boi Bumbá como “Vaqueiro” do Boi Malhadinho.

Com o passar do tempo, foi o organizador e marcador da quadrilha “Beija Flor do Norte” uma super campeã dos festivais folclóricos da cidade, inclusive o Arraial Flor do Maracujá.

Por sugestão da professora Yedda Bozarcov criou o boi mirim Mimosinho que enquanto foi dirigido por ele, jamais deixou de ganhar o troféu de melhor do Flor do Maracujá.

Em entrevista a esse colunista, Batista contou o porque parou de se envolver na direção de grupos folclóricos: “Acontece que a idade vem chegando e no meu caso perdi a paciência, aí o Alberto de Castro Alves veio aqui e pediu pra tomar conta do Mimosinho e eu concordei. Sinto que fiz alguma coisa pela nossa cultura, mas, chegou a hora de ficar apenas na torcida”.

Batista deixa viúva dona Francelina Gomes da Silva e órfã três filhas.

O velório do João Batista está acontecendo em sua residência, no Bairro Nova Floresta. A família Diário da Amazônia em especial este colunista, envia condolências à família enlutada!

Bom! Hoje a festa é em Guajará Mirim. A Pérola do Mamoré está completando 89 anos de instalação e a festança tá acontecendo a uma semana.

Ontem os Bois Malhadinho e Flor do Campo se apresentaram no pátio do Museu na antiga estação da Madeira Mamoré. Hoje é a vez do Anisinho contar a história do município que surgiu como Espiridião Marques e se transformou em de Guajará Mirim.

Parabéns Guajará Mirim por esses 89 anos de instalação!

Quem também está fazendo aniversário neste dia 10 de abril, é o amigo carnavalesco Flávio Daniel Pereira da Silva – Flávio Daniel.

Flávio anda sumido dos meios culturas de Porto Velho e está deixando a turma preocupada, afinal de contas, é uma pessoa bastante considerada.

Como carnavalesco foi campeão pelas escolas Pobres do Caiari e Diplomatas do Samba, com enredos como A Louca que Caiu da Lua, Simpatia é Quase Amor (Pra amar tem gay), pela Diplomtas. Ceará, Lendas, Rendas e Crença – Ceará de Iracema pela Pobres do Caiairi em parceria com Marise Castiel e João Otávio Pinto. Considerado um dos melhores Mestres de Bateria das escolas de samba de Porto Velho. Ao Flávio Daniel nossos parabéns!

Bacana mesmo foi a feijoada servida pela Quadrilha Rádio Farol no sábado passado em sua sede a rua Jamary no bairro Pedrinhas. A degustação durou praticamente a tarde toda e os quadrilheiros super campeões, não queriam largar o prato.

Outro evento que foi o maior sucesso, foi a 31ª edição do Projeto Samba Autoral. A calçada do Bar do Calisto superlotou de sambistas das 14 as 21 horas, Valeu turma do Asfaltão.

Na próxima quinta feira vai acontecer uma programação muito boa no Teatro 1 do Sesc Esplanada. Agenda pra não perder.

Com saudades do João Batista enceramos a coluna desta terça-feira!

Fonte: 015 - Silvio Santos/News Rondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias