Quarta-Feira, 20 de Junho de 2018 - 11:26 (Cultura)

L
LIVRE

KUARUP OU A QUESTÃO DO ÍNDIO - SALVE! O CINEMA

Em julho de 1977, estreava no Teatro Municipal de São Paulo, o espetáculo de dança, KUARUP, pelos corpos do Ballet Stagium.


Imprimir página

No próximo dia 26 o Grupo de Psicologia Analítica Pesquisadora CHP Fotografia e Artes Visuais, com o apoio do Centro de Hermenêutica do Presente da UNIR e do Sesc Esplanada realiza no Audicine Sesc o evento: Salve o Cinema com a exibição as 18h30 e discussão as 19h30 sobre o Documentário Kuarup.

Em julho de 1977, estreava no Teatro Municipal de São Paulo, o espetáculo de dança, KUARUP, pelos corpos do Ballet Stagium.

As músicas, haviam sido gravadas pelos irmãos Vilas Boas, no Xingu.

Fundado e dirigido por Márika Gidali e Décio Otero, fizeram um programa em forma de jornal, papel craft, tendo em sua capa os cinco primeiros parágrafos do Manifesto Antropófago de Oswald de Andrade.

Também havia um texto pequeno de Décio dizendo: “Para você, que nasceu aqui, que mora aqui, que gosta daqui”. O Brasil vivia naquele momento uma Ditadura Militar.

Passados quase 41 anos, da primeira apresentação, temos a alegria de trazer a este "Salve! o cinema." de junho, dia 26, esta releitura de Kuarup.

Compreender nossas origens, ampliar consciência de quem somos, de nossa cultura, é essencial para que a Vida se faça. Jung, disse: "Nossa psique é uma parte da natureza e seu mistério é igualmente insondável. Não podemos definir “natureza” e “psique”, podemos apenas constatar o que atualmente entendemos por elas”.

CONVITE

Venha conosco dia 26 conversar sobre Mitos, Rituais Indígenas e a relação com a psique. Você, pode vir pessoalmente no SESC Esplanada em Porto Velho, ou pelo nosso canal no you tube.

Será uma delícia, tê-lo conosco, somente assim, teremos um papo rico e com olhares diversos. Você, é muito bem vindo!

Elisabete Christofoletti - Salve! Salve!

Fonte: 015 - Silvio Santos/News Rondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias