Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018 - 17:21 (Turismo)

L
LIVRE

HOSPITAL REGIONAL DE SÃO FRANCISCO DO GUAPORÉ FECHOU 2017 COM QUASE 960 CIRURGIAS REALIZADAS

Todas as cirurgias seguem o Protocolo Cirurgia Segura do Ministério da Saúde, prezando pela segurança do paciente.


Imprimir página

Localizado a mais de 600 km de Porto Velho, o Hospital Regional de São Francisco do Guaporé (HRSFG) fechou o ano de 2017 com 954 cirurgias realizadas, representando um aumento de 24,30% em relação ao ano de 2016. Todas as cirurgias seguem o Protocolo Cirurgia Segura do Ministério da Saúde, prezando pela segurança do paciente.

A unidade de saúde atende a uma população estimada de 48.234 habitantes, distribuídos em 19.720 km2, com população quilombola, indígena e de fronteira, além dos usuários do SUS vindos de outros municípios, como São Miguel do Guaporé, Alvorada do Oeste, Urupá, Nova Brasilândia do Oeste, Pimenta Bueno, Ji-Paraná, Cacoal, Corumbiara, Primavera de Rondônia, Parecis, Alto Alegre dos Parecis, São Felipe, Santa Luzia, Campo Novo entre outros, atraídos pela agilidade, eficiência e excelência dos atendimentos do hospital.

Além do grande potencial cirúrgico, o HRSFG ainda se destaca nos atendimentos ambulatorial, atendendo em 2017 a 35.800 usuários SUS nesse âmbito, que foram submetidos a 201.961 procedimentos ambulatoriais.

“A forma humanizada e acolhedora de tratar o paciente é um grande diferencial do HRSFG, por isso temos essa procura de pacientes dos quatros cantos do estado”, disse o diretor técnico da unidade, o médico Pedro Henrique de Andrade.

“Prezamos sempre pela qualidade no atendimento e cuidados prestados ao usuário SUS, pois entendemos que um bom acolhimento proporciona ainda mais aceitação do paciente ao tratamento ao qual será submetido”, enfatiza o gerente de enfermagem do HRSFG, Cristiano Ferreira da Silva.

“Eu fico muito feliz com os resultados alcançados e tenho que agradecer a todos os servidores, colaboradores, ao Secretário Estadual de Saúde Williames Pimentel e ao Governador Confúcio Moura por todo o apoio. Cada um de nós somos uma peça fundamental nesse processo. Esperamos poder contribuir ainda mais para um bom atendimento ao usuário SUS. Já estamos traçando metas para 2018 e tenho certeza que toda a equipe irá batalhar com garra para produzirmos cada vez mais”, afirma a diretora Maria José de Oliveira, após analisar os dados de seu primeiro ano de gestão a frente do HRSFG.

Os números são comemorados pelo secretário estadual de Saúde, Williames Pimentel. De acordo com o secretário, os resultados comprovam que o programa de descentralização do atendimento de alta complexidade implantado pelo governo de Rondônia vem colhendo excelentes frutos. Até 2012, a maioria da população só conseguia ter acesso à alta complexidade nas unidades de Porto Velho. Hoje, a realidade é outra. O serviço vem sendo distribuído em várias cidades. Isso, segundo Pimentel, demonstra um compromisso imenso do governo com a população de Rondônia que utiliza os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: 012 - SECOM - GOV/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias