Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2018 - 12:02 (Colaboradores)

L
LIVRE

FOLIA DOS APENADOS - POR CARLOS SPERANÇA

Já devem estar formado até o bloco “Sai Quem Quer”, roubando, arrombando residências e estabelecimentos comerciais e assaltando nas ruas.


Imprimir página

Existem algumas postulações que largam realmente na frente nesta temporada, e por este motivo são consideradas de ponta.

Ao Senado a possível candidatura do governador Confúcio Moura (MDB) é tida como um caso de conquista do pódio mais adiante e suas chances aumentam num cenário onde serão eleitos dois senadores. No entanto, o segundo voto ao Senado tem pregado grandes surpresas no Estado.

Na disputa pelas oito cadeiras na Câmara Federal temos dois jovens parlamentares em ascensão: Mariana Carvalho (PSDB) e Marcos Rogério (DEM). Mas se não conseguirem boas coligações, e neste momento se vê que muitos partidos estão com medo de entrar numa aliança com eles, poderão enfrentar dificuldades no pleito. O segmento do agronegócio vem com tudo para eleger Evandro Padovani. Para Assembleia Legislativa, onde a renovação sempre é enorme, o ex-prefeito Roberto Sobrinho (PT), Adelino Follador (DEM) e o titular do DER Ezequiel Neiva (MDB) são tidos como os nomes de ponteira.

Folia dos apenados

Desde os primeiros dias de carnaval em Porto Velho o que se vê é uma folia de apenados soltos, com ou sem tornozeleiras. Está um festerê nos presídios.

Já devem estar formado até o bloco “Sai Quem Quer”, roubando, arrombando residências e estabelecimentos comerciais e assaltando nas ruas. Salve-se quem puder, a capital rondoniense se transformou numa terra sem lei.

Até as convenções

Espera-se que depois do carnaval a política entre em efervescência. No entanto, são muitas pendências na justiça, acordos com os blocos políticos vigentes que não duram uma noite, mesmo depois de extensas negociações. Até as convenções do final de julho, quando os nomes a deputados estadual e federal, senadores, governador e vice serão homologados, ainda tem muita água para correr no Madeirão.

Mais desgaste

A aprovação da taxa de iluminação na semana passada, mais um tributo aprovado em 2017 para a cobrança de IPTU na justiça, desgastam a atual administração municipal e a Câmara de Vereadores. A população já está com encargos até o talo, somando os tributos municipais, estaduais e federais. A gestão tucana, conforme a oposição, é liderada por “mauricinhos” e “patricinhas”. E eles não estão nem aí para os pobrinhos. Quem for candidato da atual gestão na eleição de outubro pode levar pau.

Só piora

A situação da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), indicada para o Ministério do Trabalho pelo seu partido, só tem piorado. A cada dia se descobre mais trampolinagens da parlamentar, e com isto sua posse, já tantas vezes adiada por intervenção da justiça, só tende a piorar. A imprensa e a justiça fazem marcação cerrada em Cristiane, e por mais teimosos que sejam Michel Temer e o pai da deputada, Roberto Jefferson, a melhor saída é renunciar logo a indicação.

Abrir o bico

A demissão do titular da Emdur, Breno Mendes, rendeu bicadas no ninho tucano e nos partidos da base aliada do prefeito Hildon Chaves. Breno seria candidato à Assembleia Legislativa nas eleições de outubro, e por isso teria sido boicotado por colegas secretários e vereadores que também estão na peleja por cadeiras na Casa de Leis. Não bastasse, também extrapolou na autarquia, transformando aquela pasta num balcão de negócios. Nos bastidores ele ameaça abrir o bico…

Via Direta

*** Temos o ano mais indefinido de todos os tempos quanto às eleições presidenciais e estaduais, em Rondônia *** Ninguém se entende, e muitas candidaturas dependem ainda de pendências na justiça. Tem várias bombas estourando *** A Secretaria de Obras ainda trabalha no alargamento da avenida Duque de Caxias, agora no bairro Embratel *** E quem será o grande pato (o baita trouxa…) das eleições 2018? Tem dois no “campeonato”: um no MDB e outro no PSDB…

Fonte: Carlos Sperança - News Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias