Sexta-Feira, 19 de Maio de 2017 - 19:37 (Política)

L
LIVRE

DELATOR REVELA PAGAMENTO DE PROPINA EM TROCA DE BENEFÍCIOS FISCAIS EM RONDÔNIA; VICE-PREFEITO DE PORTO VELHO É CITADO

Após adquirir fábricas da Guaporé Carnes em Rondônia, segundo Boni, a JBS foi procurada pelo contador da empresa Guaporé, Nilton do Amaral, para uma reunião.


Imprimir página

Entre as delações da empresa JBS divulgadas nesta sexta-feira pelo Supremo Tribunal Federal, o depoimento de Valdir Aparecido Boni traz o pagamento de propina em troca de benefícios fiscais no estado de Rondônia. Entre 2012 e 2014 teria sido pago cerca de  R$ 2 milhões  e, em 2015, mais  R$ 1,8 milhão.

Após adquirir fábricas da Guaporé Carnes em Rondônia, segundo Boni, a JBS foi procurada pelo contador da empresa Guaporé, Nilton do Amaral, para uma reunião.

No encontro Boni relatou a proposta de pagamento de propina ao dono de uma empresa de contabilidade denominada Rio Madeira apresentado apenas como Clodoaldo; e também a Edgar Nilo Tonial, conhecido como Edgar do Boi, atual vice-prefeito de Porto Velho pelo PSDC.

Segundo a delação, os pagamentos foram feitos mediante envio de dinheiro a um banco da filial da JBS em Porto Velho. Um funcionário sacava o dinheiro em espécie e entregava a Clodoaldo. A propina seria repassada a algum fiscal, mas Valdir Boni disse não ter conhecimento de quem seria essa pessoa.

O vice-prefeito de Porto Velho, Edgar do Boi, disse que não vai se pronunciar a respeito até ter acesso aos áudios.

Clodoaldo Andrade, dono da Rio Madeira contabilidade, disse que não pode se pronunciar porque desconhece o teor dos áudios. A reportagem ainda não conseguiu contato com Nilton do Amaral.

.

Fonte: agencia brasil

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias