Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018 - 15:41 (Política)

L
LIVRE

CRISTIANE LOPES COBRA SOLUÇÃO PARA O TRANSPORTE ESCOLAR RURAL

Os alunos ainda não iniciaram o ano letivo de 2018 e em muitas escolas, o ano letivo de 2017 ainda nem terminou.


Imprimir página

Pais de alunos da linha 67 estiveram na Câmara Municipal de Porto Velho em busca do apoio dos vereadores para solucionar o problema do transporte escolar rural, tanto terrestre quanto fluvial. Os alunos ainda não iniciaram o ano letivo de 2018 e em muitas escolas, o ano letivo de 2017 ainda nem terminou.

A vereadora Cristiane Lopes (PP) participou da Audiência que foi realizada após a sessão da última segunda-feira (11) que tratou sobre essa problemática. Além dos vereadores e os pais, também participaram da discussão representantes do Poder Executivo. Entre os questionamentos de Cristiane Lopes estão: por que a prefeitura, através da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), permitiu que a empresa, que já apresentava um histórico de problemas no serviço prestado, participasse do processo de licitação e ganhasse novamente. "Não dá para acreditar que permitiram que essa empresa participasse do processo e ainda por cima ganhasse a licitação. Será que os relatórios do fiscal do contrato não foram levados a sério?! Será que não era visível que a empresa prestava um péssima serviço?!", indagou a vereadora.

No dia 29 de maio, a Polícia Federal deflagrou em Porto Velho a Operação Ciranda, após comprovar fraudes nas licitações da SEMED no que corresponde ao transporte escolar fluvial, e desviar recursos do Programa Nacional de Transporte Escolar (Pnate). Na época da operação, o prefeito garantiu que o transporte escolar não seria prejudicado. "Precisamos resolver logo essa situação. Isso é urgente! As crianças precisam voltar a estudar logo. Farei o que estiver em meu alcance para ajudar a solucionar o problema", enfatizou Cristiane Lopes.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias