Sexta-Feira, 04 de Maio de 2018 - 17:26 (Saude)

L
LIVRE

CRIANÇAS DO SETOR DE ONCOLOGIA DO HOSPITAL DE BASE, EM PORTO VELHO, RECEBEM A VISITA DE HERÓIS DA MARVEL E DC

A chegada do Capitão América, do Batman e da Mulher Maravilha transformou o setor de oncologia pediátrica do Hospital de Base Ary Pinheiro em Porto Velho, na manhã desta sexta-feira (4), em uma verdadeira festa.


Imprimir página

A chegada do Capitão América, do Batman e da Mulher Maravilha transformou o setor de oncologia pediátrica do Hospital de Base Ary Pinheiro em Porto Velho, na manhã desta sexta-feira (4), em uma verdadeira festa. As crianças internadas em tratamento médico esqueceram o ambiente hospitalar e se divertiram com os super-heróis e ainda ganharam de presentes os famosos “cabelos mágicos”, uma toquinha que aparenta uma peruca.

O grupo Heróis do Bem é de São Paulo e é formado por voluntários que se vestem como personagens da Marvel e da DC que crianças são fãs e visitam hospitais para levar alegria a pacientes pediátricos com câncer e também a seus familiares e profissionais. O grupo é liderado por Rogério Ferroni, que interpreta o Capitão América.

Os personagens vieram a Rondônia a convite do empresário Glayton Provenzano, que acompanhava o trabalho do grupo pelo Instagram. “Fiz o convite e eles aceitaram e 25 dias depois eles estão aqui trazendo um pouco de alegria a essas crianças”, disse que o empresário.

Glayton teve câncer e passou por tratamento com quimioterapia, está curado, mas sabe que é um tratamento longo e difícil e por isso teve a ideia de contribuir para melhorar a vida de que está passando pelo tratamento, principalmente as crianças e suas famílias. Para trazer o grupo ele contou com a parceria de outros empresários de Porto Velho, a quem ele agradeceu.

Danilo Mota, de 8 anos, acabou de dar entrada no setor de oncologia pediátrica depois de ficar internado no Hospital Infantil Cosme e Damião. Ele foi surpreendido pela visita dos super-heróis. “O Capitão América disse pra eu tomar bastante soro pra eu ficar grande e forte igual a ele”, contou. A mãe de Danilo, Maria Sales, disse que a visita dos super-heróis trouxe alegria ao filho que estava tristinho.

Além das crianças, familiares e profissionais do hospital todos querem chegar perto e fazer fotos com os personagens, que fazem questão de atender um por um com todo carinho. O momento de maior emoção foi quando o Capitão América, o Batman e a Mulher Maravilha começaram a presentear as crianças com uma toquinha de lã, que se assemelha a uma peruca, que eles chamam de cabelo mágico. Muitas crianças perdem os cabelos durante o tratamento de quimioterapia ou de radioterapia.

Tratamento

O setor do oncologia pediátrica do Hospital de Base de Porto Velho começou a funcionar no dia 5 de março de 2005. Segundo o médico de coordenador técnico, Robson Cardoso Machado Yaluzan, hoje são tratadas no hospital cerca de 50 crianças e adolescentes com idade de oito meses a 17 anos. São pacientes dos de Rondônia, Acre, do baixo Amazonas (Humaitá) e da Bolívia.

O médico Robson Cardoso explica que Rondônia tem um alto índice de registro de câncer, mais do que em outros estados e a maior incidência da doença é a leucemia. “Mas o índice de cura também é considerado alto, 90% dos pacientes ficam curados, os outros 10% infelizmente perdemos, pois geralmente quando chegam aqui a doença já está em estágio muito adiantado e o quadro irreversível”, afirmou.

Antes da implantação do setor do oncologia pediátrica do Hospital de Base todos os pacientes de Rondônia tinham que buscar tratamento em outros estados e como o tratamento leva de 1 a 3 anos em média, muitas famílias acabavam se desfazendo, sem falar o alto custo para as famílias e para o governo. Recentemente foi implantado também um setor de oncologia pediátrica no Hospital Regional de Cacoal, com isso as famílias dos pacientes conseguem ficar mais próximas de suas casas e familiares.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias