Domingo, 24 de Julho de 2016 - 16:17 (Eventos)

L
LIVRE

CAVALGADA DA 'EXPOACRE' AGITA O DOMINGO, EM RIO BRANCO (AC)

Considerada um dos maiores eventos da região norte, a Cavalgada do Acre é bem diferente das tradicionais, de raiz, daquelas que acontecem nas regiões nordeste e sudeste. Grande maioria dos acreanos preferem as comitivas e suas carretas elétricas carregadas com som, pista para dança, bar e banheiros.


Imprimir página

O sol não havia nem nascido nesse domingo (24) quando amazonas e cavaleiros, muito bem produzidos, chegavam à Orla da Gameleira em Rio Branco (AC) para participarem da Cavalgada, evento a aparte da Expoacre 2016. Em questão de horas, toda a extensão do lugar ficou tomada por cavalos, triciclos, caminhões e carretas das tradicionais comitivas, e na presença de uma multidão a festa foi iniciada.

Considerada um dos maiores eventos da região norte, a Cavalgada do Acre é bem diferente das tradicionais, de raiz, daquelas que acontecem nas regiões nordeste e sudeste. Grande maioria dos acreanos preferem as comitivas e suas carretas elétricas carregadas com som, pista para dança, bar e banheiros.

Nessa edição, oito supercomitivas (Nois é os mio, Malveira, Villa Clube, Texas, Toro Loko, Prime, Galpão Modelo e Beba Direito) desfilaram ao longo da Avenida Chico Mendes, quatro a menos em relação a 2015. Uma a uma, arrancavam aplausos e agitação dos espectadores ao longo da Avenida. Grande maioria dessas pessoas, receosas de perderem seus lugares nas calçadas ou nos estacionamentos das lojas, passou a madrugada na rua ou montaram barracas.

A forte fiscalização baniu boa parte daqueles que instalaram tendas nas calçadas, sem autorização, prejudicando de fato o trânsito de pedestres. Essa rigorosidade faz parte do Termo de Ajustamento de Conduta, firmada entre o Ministério Público do Acre (MP-AC), órgãos do governo e investidores. O foco maior são principalmente os maus-tratos contra animais. Pela primeira vez, houve um cordão de isolamento separando os cavalos das demais comitivas.

Ainda sobre as comitivas, a expectativa que mais de R$ 1 milhão de reais seja arrecadado com a venda de camisas ou abadas que dão direito a bebidas, alimentação e os shows. Cada agremiação oferece variadas bebidas quentes e geladas assim como petiscos aos seus clientes, camisas eram vendidas entre R$ 100,00 reais a R$ 150,00. Algumas dessas comitivas até ofereceram café da manhã antes do desfile, enquanto outras preferiram apostar no pós-cavalgada com atrações em clubes ou fazendas.

A Polícia Militar do Acre e os organizadores oficiais ainda não informaram o número de público neste ano. Em 2015, mais de 45 mil pessoas participaram da Cavalgada. A expectativa é que a edição desse ano ultrapasse a casa dos 50 mil espectadores. 

Fonte: NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias