Quinta-Feira, 04 de Janeiro de 2018 - 16:15 (Cidades)

L
LIVRE

CANAL ENTUPIDO - LIXO E ENTULHO PROVOCAM ALAGAMENTO NO LAGOINHA

Forte chuva fez ruas e casas serem invadidas pelo grande volume de água; educação pode evitar problema


Imprimir página

PORTO VELHO - Desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (4), a Defesa Civil municipal esteve no bairro Lagoinha, na zona leste de Porto Velho, monitorando o alagamento ocorrido em função da chuva que ocorreu desde a noite anterior e perdurou até esta manhã. A precipitação fez com que ruas e em torno de 200 residências fossem completamente alagadas.

A prefeitura trabalhou para resolver o problema, dando, através da Defesa Civil, apoio às famílias atingidas, enquanto a Semisb (Secretaria de Infraestrutura, Urbanismo e Serviços Básicos) o suporte necessário para a desobstrução.

“Descobrimos que, além do grande volume de água resultante da chuva, há um complicador: o tarnsbordamento aconteceu porque grande quantidade de lixo e entulho foi jogada dentro no canal existente aqui. Tivemos dificuldades porque todas as ruas praticamente estão alagadas, o que não impede a varredura para a consequente desobstrução”, informa Marcelo dos Santos, diretor de Defesa Civil.

A situação de alagamento é agravada pelo fato de se jogar lixo nos canais próximos. “Isso causa sérios transtornos de locomoção de pedestres e também de veículos como motocicletas e bicicletas, sem contar a possibilidade de invasão de animais peçonhentos às residências. Mas estamos monitorando tudo”, reforça Marcelo.

Moradores

Na rua Bendito Inocêncio, o morador Ricardo, de sua bicicleta, disse que, “numa hora dessa, é comum culparem o prefeito, dizer que a prefeitura não faz nada pela cidade. Mas descobrimos que os próprios moradores contribuem jogando lixo e entulho nas ruas e nos canais. Isso é feito, muitas vezes, por moradores de outros locais que jogam entulhos aqui”.

Dentro do canal havia garrafas petes, geladeiras, móveis quebrados etc.. “A prefeitura limpa de manhã e, à tarde, pessoas jogam lixo e depois ficam reclamando”, afirmou Ricardo.

Há quinze anos morando no Lagoinha, Benedito também revelou a grande quantidade de entulho atirada nos canais, o que, entre a noite de quarta-feira e a manhã desta quinta, prejudicou moradores de ruas importantes como Rio de Janeiro, Benedito Inocêncio, Tapajé e Negreiros.

Com a operação documentada com o apoio de imagens, a Defesa Civil, assim como moradores entrevistados, constatou que a origem do problema foram os entulhos que obstruíram tanto o canal vias de escoamento de águas pluviais. Situação que com educação e consciência social se pode evitar e garantir qualidade de vida.

Fonte: 010 - Defesa Civil

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias