Quinta-Feira, 19 de Abril de 2018 - 14:50 (Política)

L
LIVRE

APÓS SOLICITAR EM CARÁTER DE URGÊNCIA, DR. NEIDSON CONFIRMA CHEGADA DA DEFESA CIVIL A GUAJARÁ-MIRIM

Parlamentar pediu intervenção do órgão para diligência em bairros alagados em Guajará-Mirim e Nova Mamoré.


Imprimir página

A Defesa Civil já está em Guajará-Mirim para ações nos bairros atingidos pela alagação decorrente da enchente do Rio Mamoré. Nesta semana, o deputado Dr. Neidson (PMN), solicitou ao governo do Estado, em caráter de urgência, a necessidade de diligências de apoio da Defesa Civil nos locais atingidos, tanto em Guajará-Mirim como em Nova Mamoré.

No último final de semana o parlamentar acompanhou a situação dos moradores do Bairro Triângulo, em Guajará-Mirim, que vivem com barcos na porta de casa, pois as ruas estão debaixo d’água. De acordo com o deputado, a água do rio Mamoré ultrapassou a cota de inundação no último mês, e continua.

“A situação é caótica, por isso solicitamos a intervenção da Defesa Civil em caráter de urgência. Alguns moradores se viram obrigados a abandonar suas casas, tomadas pela água, que, além de lixo, traz animais peçonhentos para dentro das residências, contamina o lençol freático e aumenta, ainda mais os riscos de doença. E o mesmo está acontecendo em Nova Mamoré”, ressaltou Dr. Neidson.

O deputado alertou para a possibilidade de a situação piorar nos dois municípios. Segundo o parlamentar, com a aprovação do projeto que autoriza a elevação da cota de água dos lagos artificiais da usina de Santo Antônio, a alagação pode acabar isolando as duas cidades.

“Se sem o aumento dos 81 centímetros que serão elevados, nós já estamos nessa situação, imaginem o que virá quando a água subir. A Santo Antônio ofereceu R$ 1 milhão para cada município, mas esse valor não compensa o sofrimento dessas pessoas, e muito menos o que ainda está por vir”, declarou Dr. Neidson.

Fonte: 015 - ALE/RO - DECOM

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias