Quinta-Feira, 19 de Outubro de 2017 - 13:01 (Curiosidades)

L
LIVRE

7 CONFISSÕES ARREPIANTES DOS TRABALHADORES DE NECROTÉRIOS QUE SÃO OBRIGADOS A ENFRENTAR

rabalhar em necrotérios ou casas funerárias é algo bastante cogitado por pessoas do mundo inteiro e certamente, existe uma ampla gama de profissionais envolvidos. Mas também não podemos deixar de mencionar que pode soar bastante estranho.


Imprimir página

Ah, a morte... Por mais que seja um tema doloroso para muita gente e pouco agradável, ainda assim é algo que gera bons negócios. Trabalhar em necrotérios ou casas funerárias é algo bastante cogitado por pessoas do mundo inteiro e certamente, existe uma ampla gama de profissionais envolvidos. Mas também não podemos deixar de mencionar que pode soar bastante estranho.

O fato é que profissionais que trabalham em necrotérios precisam lidar com situações um pouco desconfortáveis em grande parte das vezes. Sem contar que as vezes ainda passam por alguns sustos com um corpo ou outro que resolve se mexer. Pensando nisso, separamos abaixo algumas confissões desses profissionais que são realmente bizarras... Dá uma olhada!

1 - Cadáver que tinha queda de cabelo

Você já deve ter escutado a história de que nossas unhas e cabelos continuam crescendo mesmo depois que estamos mortos. Bom, alguns cientistas afirmam que isso não passa de um mito. Mas o que você acharia caso se deparasse com um corpo que apresenta queda de cabelo? Foi o que aconteceu com um legista.

Quando uma idosa deu entrada no necrotério, suas unhas e cabelos caíam enquanto era preparada para seu funeral. As unhas não faziam tanta diferença, mas o velória teria o caixão aberto e ninguém queria entregá-la careca. O preparo do corpo durou muito mais tempo do que o imaginado, visto que a equipe precisou substituir todos os fios de cabelo da mulher por uma peruca. Quem imaginaria que isso poderia acontecer?

2 - Corpos que acordam

Embora pareça surreal, corpos que acordam em necrotérios são muito mais comuns do que imaginamos. Um bom exemplo é o de uma polonesa. Em novembro do ano de 2014, ela simplesmente acordou depois de 11 horas dentro de uma gaveta fria do necrotério.

No mesmo ano o mesmo aconteceu com um queniano, que despertou depois de 15 horas. Bom, embora seja estranho não tem nada de milagre nesses casos. Acontece de médicos declararem morte à pessoas que nunca chegaram a morrer. Isso não conforta a situação dos trabalhadores desses locais, que ainda assim levam enormes sustos.

3 - Cadáver decapitado

No ano de 1986, em Mount Vernon nos Estados Unidos, Anthony Parisi, de 83 anos, havia dado entrada no necrotério após ter uma morte natural. O corpo aguardava na funerária até o dia da cerimônia. O bizarro da história é que certo dia, quando  os funcionários chegaram na funerária encontraram o corpo decapitado. Alguém entrou lá durante a noite e cometeu o horrível ato, mas a polícia nunca descobriu quem foi.

Tragicamente, além de ter que enterrar o parente, ainda precisaram enterrá-lo incompleto, visto que sua cabeça nunca foi encontrada. Que coisa, hein?!

 

4 - Corpos muito grandes podem ser cortados para caber no caixão

Certo que os caixões são feitos sob encomenda e as medidas são tiradas conforme o tamanho da pessoa, no entanto, as vezes acontecem alguns erros de cálculo. Principalmente no caso de pessoas muito grandes - seja na largura ou na altura - pode ser que algum pedaço seja retirado de seu corpo para que caibam no caixão.

Em casos como esses, a equipe toma todas as medidas necessárias para que tudo seja  feito de forma segura e sem comprometer as partes visíveis do corpo durante o velório. Podem quebrar ossos, ou ainda tirar parte das pernas. Bizarro, mas vale lembrar que nenhum necrotério ou funerária tem autorização para isso, podendo ter sua licença perdida.

5 - Olhos e boca fechados

De acordo com o que relata em seu livro, o legista Caitlin Doughty afirma que nem sempre é fácil fazer um corpo ficar com os olhos e a boca fechados, portanto, uma arma secreta é usar uma supercola. Parece estranho? Realmente é, mas é um artifício bastante utilizado em necrotérios por todas as partes do mundo.

De acordo com o autor Mark Harris, a tal supercola ainda tem outras utilidades, a exemplo de fechar todas as marcas provocadas por agulhas. Inclusive, pode ser usada até mesmo para deixar os braços do cadáver naquela posição, sem correr o risco de que caiam nas bordas do caixão.

6 - Cadáveres com tremores visíveis

Assim como já pudemos perceber, trabalhar em necrotérios não é algo nada fácil e pode reservar algumas surpresas e sustos. Um examinador médico que se dizia descrente de qualquer ação sobrenatural, passou por um grande susto. Após terminar a autópsia de um corpo e sentar para fazer suas anotações, pôde observar que o corpo havia tremido de tal forma que nunca viu antes. Embora diga ter a certeza de que foram apenas gases escapando do corpo, algo bastante normal, foi um susto daqueles.

7 - Cremador dava urnas com poeira às famílias

No ano de 2002, Tommy Marsh, o proprietário de um crematório na Geórgia, foi alvo de uma denúncia um tanto quanto assustadora. Enquanto verificava sua residência, um homem notou que nas proximidades haviam corpos espalhados, então resolveu dar queixa na polícia. Depois de  investigações, concluiu-se que ao invés de levar os corpos para o forno, Marsh recebia o dinheiro da família e lhes entregava uma urna com poeira. Os corpos ele enterrava ao redor de  sua propriedade... Ninguém sabe o motivo.

E então pessoal, o que acharam? Conhecem outras histórias de necrotérios ou locais do tipo? Compartilhem com a gente aí pelos comentários!

Via   Mental Floss     The Clever  

Imagens Vista News Rippet Renegade Onet Slak Frontal Independent Daily News

 

Fonte: 010 - fatosdesconhecidos.

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias