Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 2018 - 11:52 (Colaboradores)

L
LIVRE

O CAMINHO DA SATISFAÇÃO – POR MAX DINIZ CRUZEIRO

A metodologia foi fundamental para organizar, em nível padronizado, a percepção de consumidores, em suas relações de consumo com diversos segmentos de comércio.

A Universidade de Harvard desenvolveu em 2003 um estudo conhecido como Net Promoter Score no qual é gerador de uma sensibilidade para designar a satisfação de consumidores frente a suas necessidades de consumo de empreendimentos. A metodologia foi fundamental para organizar, em nível padronizado, a percepção de consumidores, em suas relações de consumo com diversos segmentos de comércio.

BAIXE O ARQUIVO

Recentemente, a Universidade do Sul da Flórida desenvolveu um trabalho que fora publicado na revista Clinical Psychology Review, segundo o portal Hipescience no qual foi possível criar uma norma em relação a eventos em que torna possível a observação de uma atividade humana percebida como algo que acarreta na elevação ou diminuição do nível de felicidade de um indivíduo. Onde uma das conclusões é a relação de três eventos positivos para um evento negativo para que um ser humano possa se perceber em estado de felicidade e uma relação de um evento positivo para onze negativos para que um indivíduo se perceba como extremamente infeliz.

É claro que normas são apenas razões de referência, que fornecem apenas indicadores para guiar o bom senso nas relações humanas, e que o comportamento social é muito mais complexo e variado do que se pode supor. Porém, a referência é muito bem-vinda, porque empreendimentos podem se ajustar para melhor compreender as interações com seus consumidores diante da rotina de comércio.

A LenderBook compreende, como dado secundário, que Felicidade caminha em correlação positiva com a Satisfação. Que ainda deve ser estudado mais profundamente, pois podem existir exceções.

Diante da recém publicação da pesquisa sobre Felicidade da Universidade do Sul da Flórida, gerou-se um estímulo em pesquisadores brasileiros para determinar uma norma para eventos do cotidiano de empreendimentos no qual seja possível um departamento de recursos humanos, por meio de psicologia do trabalho, poder perceber o que leva fatores de satisfação e insatisfação como hábito laboral que possa interferir nas relações de trabalho.

Uma planilha foi elabora para a marcação estatística de eventos para seguir de guia no qual empregados possam demarcar o nível de estímulo que induz a um estado de satisfação e a um estado de insatisfação para que desta coleta possa ser gerado uma norma que melhore as relações de trabalho.

Se você estiver interessado deve repassar o arquivo em anexo para os Recursos Humanos de seu trabalho para que o estudo possa ser realizado no nível de seu empreendimento.

Fonte: 012 - Max Diniz Cruzeiro

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/o+caminho+da+satisfacao+por+max+diniz+cruzeiro/105167

News Rondônia